16/12/2013

Jar Of Hearts - Capítulo 6: O Fim

Katheryn <3

Oim e.e
Bem gente... esse é o ultimo capítulo da Jar Of Hearts. Eu estou meio triste por ter terminado esse projeto, e feliz ao mesmo tempo, pois foi o meu melhor projeto! Eu vou postar o capítulo (é bem mais curto que o resto dos capítulos), e depois uns agradecimentos que eu preciso fazer antes de encerrar o post e partir pra próxima história!

Espero que cliquem no botão certo e.e



Eu acordei em minha cama, na mansão em Salem. Eu tinha tido o sonho mais estranho de todos: eu, Maddie, Lana, Belle, Zendaya e Darla tínhamos tido a ideia mais estúpida de todas – ir ao covil de Branka. Lá eu fui torturada, minha alma foi pro medidor de carma, eu e Maddie saímos do medidor de carma, vimos as amigas dela serem torturadas, eu descobri que era a herdeira de Skye Bloom, matei Branka e voltamos pra casa. Normal.
Eu não sentia nenhum músculo do meu corpo, mas isso é mais normal pra mim do que você imagina. Não havia nada estranho. Bati palmas para acender as luzes. Minha visão estava fora de foco. Claro, eu estava sem meus óculos. Tateei sua armação branca. Mas o que eu encontrei estava longe de ser um par de óculos: era a lâmina de uma espada. Aquilo me assustou, afinal, eu não tenho espadas. Tateei mais um pouco, encontrei e coloquei meus óculos. Então eu vi: havia uma máquina dessas de hospital ao meu lado, com cabos prendendo em mim e soltando vários líquidos; meu braço estava enfaixado; haviam diversos curativos em meu corpo; minhas roupas eram as mesmas do “sonho”, que estava se provando real demais, e estavam encharcadas de nada mesmo que o meu próprio sangue; pra piorar, eu olhei para minhas pernas: uma estava com a perna do meu jeans estava cortada na altura do meu joelho, revelando um gesso envolvendo-a.
Nada daquilo tinha sido um sonho. Fora real. Eu matei Branka. Eu sou a herdeira de Skye Bloom. Eu não sou uma fracote medrosa. Eu sou uma verdadeira Bloom. Atônita, olhei o relógio sobre o meu criado mudo: já estávamos em 3 de janeiro! Eu tinha passado 12 dias inconsciente! Naquela altura do campeonato, meus parentes deviam estar muito bravos: eles batalhavam pra saber quem era o ou a herdeira de Skye e agora descobriam que era eu: a mais nova, mais fraca, menor, menos preparada e mais medrosa de todos eles. Não. Pensei comigo mesma Não sou medrosa. Não mais. Nem fraca. Eu sou a herdeira. Então eu olhei para o chão. Havia uma pilha de cartas caídas lá vocês já devem saber o quanto eu amo cartas. Não precisei se quer olhar para os envelopes direito pra saber: primos revoltados, ameaças de morte e meus irmãos felizes por mim. O tipo de mensagem considerada normal na minha família. Havia também uma carta num envelope preta com dois “S” se cruzando como selo. Esse foi o único envelope que eu me dei ao trabalho de abrir: era uma carta de Skye.
Escrita em papel branco, com uma caneta tinteiro que utilizava sangue de leão como tinta, era evidentemente uma carta da matriarca de minha família como sempre, muito meiga. O texto estava escrito em uma letra caprichada, porém corrida: certamente de alguém talentosa e apressada. Dizia – entre tantas outras coisas – que eu deveria ir a um ponto entre a Noruega e a Rússia, no Palácio da Origem, encontrar Skye e ter meu treinamento, dali a alguns meses. Me preparar para a batalha ou coisa assim. Pelo menos algum parente meu que não estava me ameaçando de morte...ainda. Coloquei a carta novamente no envelope e usei o braço bom para arremessar as outras cartas para a lareira branca do meu quarto.
Eu estava pensando em dormir quando ouvi passos no corredor. Apaguei a luz batendo palmas, fechei os olhos e deixei meus ouvidos atentos, e eu ouvi a ultima coisa que esperava: minha mãe se lamentava no corredor por ter sempre me tratado como lixo. Ela dizia para alguém – pela voz que assentia, era Maddie – que havia feito aquilo para me transformar em alguém que não se importasse de se ferir e soubesse passar fome e se esconder, pois Skye havia contado pra ela que eu era a herdeira. Eu acho que um treinamento militar intensivo ia ser mais legal, mas não se discute com alguém que tem certeza absoluta de que você está dormindo. Em seguida, eu ouvi ela chorando pois um médico super importante e blá blá blá disse que talvez eu não sobrevivesse. Como reagir a tudo aquilo?! Eu não fazia a menor ideia.
Por mais que tivesse passado 12 dias praticamente dormindo, eu me sentia muito cansada. Fechei meus olhos e dormi. Antes de cair no sono, eu senti a antiga Natalie – aquela garota medrosa, que não acreditava em si mesma – morrer dentro de mim. Agora, ela não passava de uma criança morta; uma lembrança ruim; um fantasma que não me assombraria mais.

THE END.
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Bom... eu queria fazer uns agradecimentos especiais, como eu disse lá em cima. Então aqui vai:

Eu gostaria de agradecer a Ana, a Belle, a Dani e a Lulla por serem meio que minhas inspirações para escrever e por acompanharem tudo de perto, incluindo spoilers. Agradeço a Soh, a Ana Luiza, a Ana Julia e ao Sérgio Lucas por serem os melhores leitores que uma bloggeira pode ter. Agradeço a Lulla por me ensinar a deixar as histórias picantes. E principalmente, agradeço a todos vocês, leitores do Monster Gallery por ficarem comigo, e.....
Tradução: Muito obrigada por acreditarem na minha loucura!


E aqui estão todos os capítulos, pra quem perdeu algum ou quer ler de novo:

Adoro todos vocês! Beijos!

Não se esqueçam de comentar o que acharam da Fic

Comente com o Facebook:

9 comentários:

  1. E0E Eu sabia que não era um sonho u-u
    Naty diwosa u-u,a família Bloom é maluca E-E,mds,que diabos de família é essa?Ò-Õ,mas eu adorei a Skye *u*.
    A fic toda foi perfeita,e obrigada a você por escrever essa fic tão diwa *u*
    ~Eu,doida pra ler a próxima fic sua u-u

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. U-U eu falei só um pouco, os caras são assassinos doidões. A Skye é legal, mas não é o tipo de bisavó minimamente normal e.e
      Ain, assim vc me deixa vermelha :3
      ~Eu, doida pra escrever a minha próxima fic

      Excluir
  2. Diwoooooooooooooooooooooooooooooooooo *--------* best história ever ♥

    ResponderExcluir
  3. Foi a melhor história que a sinhora já escreveu ♥
    Tu escreve muito bem, e eu não quero mais te matar .3.
    Ansiosa para a próxima história *U*

    ResponderExcluir
  4. Aaaaaaai que diwasaum Lala como eu disse no outro cap: DIWOU NA CARA DA SOCIEDADE. Kkkkk. Eu amei a mae da Naty tem sentimentos?? o_O a bisa ta poderosa. Vc falo meu nome nos acradecimentos aii que tudo sambei na sociedade kk. M.G a familia da Naty é doida pq mata uma pessoa taum diwa como ela o_O To louko pra ler a Fic sobre a bisa, posso chama a bisa de bisa?? Eu sei mtas perguntas em um só comentario kkk. Qnd vc vai comesar a hist da bisa?? ~parei de pergunta.
    *3*

    ResponderExcluir
  5. PARTIU LER TODOS OS CAP. DE NOVO \Õ/

    ResponderExcluir
  6. ~CHEGUEI E COMENTEI~
    APESAR DE TU TER ME PASSADO TUDO PELO FACEBOOK ONTEM, PQ TAVA SEM NET, EU ADOREI E-E
    A BRANKA N TA VIVA ;-;
    MAS EU ADOREI U-U
    BJAU

    ResponderExcluir
  7. OMG LALA SÓ PODE SER BRINCADEIRA
    NÃO QUERO QUE ACABE JÁ!!!!
    AMEI AMEI AMEEEEEEEEEEEEEEEEI!!!!!!!
    AGORA QUERO SKYE BLOOM! TRABALHA FIA E-E

    ResponderExcluir
  8. MEOL DEOS, q fic mais diwa essa moça :3, não peguei ela do começo, mais li todos os capítulos e my god, diwou!

    ResponderExcluir

Evite discussões, não queremos brigas nos comentários;
Críticas positivas serão muito bem-vindas!
Pedidos para ser postador serão ignorados ou excluídos;
E agradecemos pelo seu comentário!


Layout: Bia Rodrigues | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©