22/01/2014

Heart Of Power- Capítulo 1

Olaf 0ST3NT4ÇÃ0*UUU*

Oim

Eu ia colocar uma introdução longa, detalhada e c-duzent aqui, mas como a Lulla cansou de esperar...

Corri pelo cemitério e deitei na neve. O corte em meu pulso tinha se aberto durante a corrida de dezessete quilômetros, encharcando a manga cor de vinho da minha capa. A neve em volta do meu braço começava a ficar avermelhada. Respirei fundo.
                Mas que falta de modos da minha parte! Sou Natalie Bloom. Você já deve me conhecer, então vamos poupar as apresentações. A história que eu vou contar começou a três dias, da maneira que eu menos esperava, considerando que agora eu estou num dos pontos mais ao norte do mundo, deitada em um monte de neve no meio de um cemitério enquanto meu braço tinge a neve de sangue:
Eu estava no refeitório da escola que frequento, Monster High – uma das melhores academias para monstros no mundo, e a única que aceita todas as espécies de monstros como alunos. Me sentei na mesa que sempre sento, com meus amigos – Zendaya, Darla, Gilzen, Lana, Lailly, Belle, Dyn, Matty, Jhé, Injhi e Daniel, além da minha irmã gêmea super louca, Madeleine (mas a chame de Maddie se você gosta de ter a sua cabeça no lugar). Ok, esse não é o grupo mais normal do mundo, considerando que temos anjos sombrios, ets, dragões, gárgulas, vampiros, robôs, lobisomens , vampiros e até uma menina invisível que é muito tagarela pra alguém invisível.
Zendaya, Darla e Injhi não comiam nada, porque elas não precisam comer, só estavam lá por que queriam. Gilzen devorava uma montanha de bolinhos suficiente para acabar com a fome na África. Maddie, por sua vez, devorava um pacote de salgadinhos do tamanho da minha cabeça e bebia uma mistura muito bizarra de Coca Cola com sangue. O resto de nós encarava o almoço da cantina com repugnância: uma massa bizarra e acinzentada, com um cheiro que me dava náuseas e uma aparência pior ainda. Na minha, havia até um tentáculo. Empurrei a bandeja para longe – o suficiente para ela ficar no meio da mesa – e puxei da mão de Maddie o pacote de salgadinhos. Mais um dia normal em Monster High. Pelo menos era.
Repentinamente, minha espada – uma espécie de presente que eu ganhei de Skye Bloom, minha bisavó e mentora – começou a vibrar, como um celular no modo mudo recebendo uma ligação. Eu achei estranho, porque isso nunca tinha acontecido, e, todas as pessoas no refeitório começaram a me encarar. Senti minhas bochechas enrubescerem – eu tenho medo de público – e puxei a espada para fora da minha bolsa (que tem um feitiço que permite que eu coloque qualquer coisa, desde um cartão de crédito até uma geladeira ou um iate na minha bolsa, sem ela crescer ou ficar mais pesada). Automaticamente, a espada pulou das minhas mãos e se virou num ângulo perfeito para refletir a luz do Sol em Zendaya. Meus olhos se arregalaram e eu puxei a espada para baixo da mesa, onde ela não teria alcance da luz solar.
Então, verifiquei se Zendaya estava bem. Por sorte, ela tinha tido o bom senso de se abaixar. Ao me responder, Zendaya disse que sim com uma certa ferocidade se você quiser ter uma vida longa e saudável, eu não te aconselho a ter uma espada que provoque a filha do Anjo da Morte, e Darla me olhava como se estivesse decidindo qual seria a melhor arma para me fornecer uma morte lenta e dolorosa, mantendo uma expressão assassina no rosto.
Rapidamente, lancei para Zen um olhar que dizia que eu não tinha feito aquilo – até porque não tinha mesmo (até porque ninguém espera que uma garota como eu tente ferir alguém como ela). Ela hesitou e, em seguida, me lançou um olhar que dizia algo como “Eu sei. Isso tem cheiro é de Skye.”. Como eu não tinha pensado nisso? Skye sabia que eu carregava a espada sempre, e ela aproveitaria para poder ferir a filha de um de seus maiores inimigos e possivelmente começar uma guerra que destruiria a civilização. Então Skye deveria ter enfeitiçado a espada para que sempre que avistasse Zendaya, a espada ficasse num ângulo perfeito para tacar luz na anja. Tudo bem bolado. Concordei com a cabeça na direção de Zen.
– Zendy, Natalie, vocês podem parar com essa comunicação telepática? Vocês parecem duas lesadas se encarando! – Maddie disse, interrompendo nossa sintonia.
– Não me chame de Zendy – Zendaya cerrou os dentes e lançou para Maddie um olhar de vai-se-ferrar que só ela era capaz de fazer
– Ok, Zendy! – ela respondeu
– Calada, Madeleine – eu disse. Isso foi o suficiente para calar a boca de minha irmã.
– Hey, Naty – disse Belle – você pode tentar verificar a caixa de mensagens desse troço sem ele tentar matar a Zen?
– Com sorte – eu respondi
Puxei a espada um pouco mais perto do meu campo de visão. Letras douradas, pequenas, começaram a se formar na lâmina da espada. Antes que eu pudesse ler o que estava escrito, um brilho dourado me envolveu, cegando todos em volta. A espada flutuou para longe da minha mão. Minha blusa e minha saia se uniram e alongaram, perdendo sua coloração e estampa, formando um longo vestido de seda bege, com mangas compridas e gola ao melhor estilo “Madrasta da Branca de Neve”. Detalhes foram se formando no vestido, com muitas rendas e babados. Agora eu parecia uma princesa renascentista. Raios das cores preto, vermelho e roxo surgiram nas costas do vestido, se entrelaçando e formando uma longa capa que irradiava um estranho brilho azulado fantasmagórico.
Um meio circulo escuro e brilhante, com o que eu estimei ser um metro e meio de diâmetro, se formou abaixo dos meus pés, agora calçados com adoráveis botas marrons de couro com cadarços (com o maior estilo de caçadora medieval), em vez de meus costumeiros saltos altos, e começou a me erguer no ar, em direção ao teto. Um grande tecido formou-se do mesmo modo que a capa que eu usava. Por fim, um brasão de pedras preciosas começou a se formar na minha frente – o brasão da Dinastia Bloom. Eu estava em uma carruagem voadora, com frente de pedras preciosas, traseira de tecido e fundo de um tipo de metal brilhante que levitava. Isso é estranho até pra mim.
O brasão mostrava uma imagem de seis espadas cravadas em uma esfera. A esfera ia de cor de vinho até um rosinha suave, e tinha um some próprio: Starlight, pois irradiava um brilho muito semelhante ao de uma estrela. Seu título? Heart of Power, ou Coração do Poder, pois a concentração de todo o poder do mundo estava naquela esfera que tinha o tamanho de uma bola de vôlei. Cada espada tinha sua dona – menos a sexta.
A primeira pertence à Prasolite Bloom, a primeira Bloom da história, exatamente 500 gerações mais velha que eu; não sabemos onde ela está e nem que fim levou. A segunda pertence à Synnove Bloom, a irmã mais velha de Skye. A terceira pertence à própria Skye. A dona da quarta espada é Andromeda Bloom, a irmã mais nova de Skye. Reza a lenda que Skye matou Synnove e Andromeda porque elas eram muito más e queriam destruir o mundo. As espadas das três irmãs estão no brasão porque elas foram as três Bloom mais poderosas da história. Por fim, temos a quinta e a sexta espadas. A quinta espada é a minha espada – a espada da herdeira. O trabalho de uma herdeira – ou guardiã – é proteger a Starlight de todo mal; Skye matou suas irmãs maléficas porque elas queriam todo o poder para destruir o mundo. Encerrando, temos a sexta espada – e a mais misteriosa. Ninguém nunca à viu ou sabe quem é sua dona, porém, as lendas mais antigas dizem que a espada pertence a quem livrará o território Bloom (ou seja, tudo que está acima do Submundo) de todo mal. As más bocas dizem que Skye é a dona da sexta espada, por ter nos livrado do reinado de horror que suas irmãs trariam, mas, se fosse mesmo, já teríamos visto a sexta espada.
Ok, continuando a minha transformação bizarra no meio do refeitório...
Uma voz sombria passou por meus ouvidos, penetrando em minha mente:
- Natalie Bloom – pausa – a nova guardiã. Você está convidada ao Palácio da Origem. Este é um convite sem opção de recusar. É para sua coroação. Amanhã. – concluiu a voz, que depois sumiu
“Ok, recado muito detalhado e normal, Skye” pensei eu, ironicamente. Repentinamente, outro brilho bizarro e forte nos cegou.. Dessa vez, até eu tive que fechar os olhos. Quando os abri novamente, estava sentada no banco da mesa, com minhas roupas normais. Todos me encaravam, sem dizer nada. Um pequeno pergaminho enrolado formalmente com uma fita cor de carvão.
Desenrolei o pergaminho e examinei-o. Havia um texto nele, escrito com uma caneta-tinteiro que utilizava sangue no lugar de tinta. Skye era a única pessoa que escreveria aquilo. Por sorte, eu estava com lentes de contato. Comecei a ler. O texto era curto e dizia: “Sua coroação como guardiã ocorrerá depois de amanhã, de noite. É o primeiro passo para a sua longa jornada e seu treinamento. Você deve ir até o Palácio da Origem até amanhã de manhã. Já está tudo arrumado e os convites estão entregues -Skye” Ótimo. Continuava muito claro. Eu tinha que ir pra fronteira da Noruega com a Rússia. No ponto mais Norte.
- Tenho que ir. Se perguntarem, eu tive um compromisso – eu comuniquei para minhas amigas, enquanto pegava a mochila
- Que compromisso? – perguntou Lana
- Do tipo que eu não posso faltar – eu respondi.
Me levantei da mesa, coloquei a mochila no ombro e andei até o estacionamento da escola.
Entrei em meu carro e fui pra casa.
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Ok, eu sei, é pouca coisa, mas é algo :v

Comentem o que acharam pelamourdideus

Comente com o Facebook:

28 comentários:

  1. AI MOSSA TÁ TÃO DIWO AFHERGJRBEJGBJRJTG
    QUERO O SEGUNDO CAPÍTULO LOGO

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. KJONBRIUODBEWNUIOHRINOTRIORE EU LEVEI MAIS DE 2 SEMANAS PRA ESCREVER ISSO... O RESTO JÁ TÁ MEIO PRONTO, SÓ FALTA O SEGUNDO CAPT E=E

      Excluir
  2. LALASANHA
    QUERU O SEGUNDO CAPITULO ;-------------------;

    ME ENSINA A ESCREVER ;^;

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E-----E ACHO QUE NGM VAI GOSTAR MT DO SEGUNDO CAPT

      Excluir
  3. QUE DIWAÇÃO PORRA! TÔ COM INVEJA ;-;
    OLAF DIWO. <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. APOSTO QUE NÃO... NINGUÉM TEM INVEJA DE MERDA
      DIWO MESMO <3

      Excluir
  4. CALEM-SE MOSSAS QUE COMENTARAM EM CIMA DE MIM,NÃO SABEM O QUANTO EU ESPEREI PARA ESSA FIC *-------------------------------------------*

    Lala,a fic tá perfeita,quando eu vi que você postou eu gritei (e minha irmã tava do lado,e ficou me encarando E-E),sério,não posso falar apenas "diwa",pois,mesmo diwo sendo o adjetivo mais superior que eu conheço,ainda não é o suficiente para descrevê-la,continue assim,diwamente perfeita,me surpreendendo cada vez mais.
    Beijos '3'

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. GOXTO ASSIM, ESSA É A DANI QUE EU CONHEÇO *U*
      CARA, EU TIREI PRINT DISSO, TA NA MINHA PASTA DE MELHORES COMENTÁRIOS DE TODOS

      Beijos '3'

      Excluir
    2. Eu concordo com tudo o que a Dani-diwa disse, claro, eu não poderia citar alguma coisa melhor ~ que a Dani ~ e tal.
      Eu vou ter que sair dos xats para sempre e tal, ainda vou postar e do skype também. É, é isso, mas ainda vou postar quando puder.
      [ Bell. ]

      Excluir
  5. QUE DIWO :3 Você escreve histórias muito bem *--*
    Ah, e desculpa por ontem.Quer dizer,eu não idolatro a Raffa,só queria saber por que você dizia que era a Rainha do Barraco.Quer dizer,eu nunca vi você fazendo barraco,então achei estranho.Só isso. '-'

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada *--*
      Bem... eu também me desculpo... usei mais insultos que argumentos porque eu não tinha me preparado. Foi meio infantil da minha parte. O fato é que agora nós duas sabemos quem é a rainha do barraco :v
      PS: Se quer ver barraco, veja meus posts no Facebook

      Excluir
  6. Uall....Sem palavras para descrever isso. Um Oscar para você, só por você ser genial e muito DIWA...Aguardando o continuação...
    Beijos! artclassocs.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. A bisa doidona :-D ta muito diwo kra é só pq a Dani ja falo tudo.
    Bjynhus *3*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. :D duvido que você continue amando a Skye nos próximos capítulos '3'
      Obg

      Excluir
  8. MDS T-T
    AMEI MESMO MUITO
    QUEM ME DERA ESCREVER ASSIM *O*
    AMEI, ESPERANDO O PRÓXIMO

    (não vou escrever um texto todo bonitim como a Dani (tenho preguiça), mas realmente amei :3)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. VOCÊ ESCREVE MUITO MELHOR QUE EU E AINDA TEM CHARMINHO PORTUGUÊS. QUEM ME DERA ESCREVER COMO VOCÊ
      (:3 o sentimento é o mesmo)

      Excluir
  9. MEU DEUS VC ESCREVE MUITO BEM MOSSA T-T
    ansiosa pro próximo cap <33

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ESCREVO NADA. E DE QUALQUER JEITO, TU ESCREVE MELHOR
      <33

      Excluir
  10. Olaf diwando u3u
    Amei, Ansiosa para o próximo *-----------*

    ResponderExcluir
  11. A lerda leu e esqueceu de comentar .-.
    PRECISO DO SEGUNDO CAPÍTULO MDS ISSO É VICIANTE
    *-------------* SAMBOU
    BJS, TIAU

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu faço isso sempre .-.
      COLOQUEI COCAINA NA FIC PRA FICAR VICIANTE HUEHUE -Q
      BJS, VAI DEMITIR PESSOAS E CAVALOS

      Excluir
  12. Perfeito lala vc escreve bem demais .Onde achou o gif diwo?beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. :3 thank you
      Foi a minha amiga me passou, mas eu acho que foi no Tumblr que ela encontrou
      Beijos

      Excluir
  13. muuuuuuuuuuuuuuito legal !

    ResponderExcluir

Evite discussões, não queremos brigas nos comentários;
Críticas positivas serão muito bem-vindas!
Pedidos para ser postador serão ignorados ou excluídos;
E agradecemos pelo seu comentário!


Layout: Bia Rodrigues | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©