03/09/2013

Epílogo - Sweet 1400


Oim povim e-e

Tipo... num tenho muita coisa pra falar, o epílogo vai ser mais curto porque... é um epílogo E-E
Mas vai ser picante!
Já sabem onde clicar '3'


                Haviam se passado cerca de três semanas que a festa de 1400 anos de Natalie e Maddie tinha ocorrido, e tudo ocorria normalmente.
Natalie se levantou de sua cadeira dourada e rosa em estilo vitoriano e caminhou por seu quarto. Ela já tinha testado algumas maneiras de matar usando o anel, e a morte de Branka não tinha apresentado nenhum dos resultados que ocorriam quando o anel liquidava: o corpo de Branka tinha desaparecido e fogo tinha saído de onde ela estava. Se ela realmente tivesse sido liquidada, seu corpo teria ficado imóvel no chão e o fogo não surgiria.
Natalie se levantou da cadeira e caminhou para seu closet. Ela entrou no closet que tinha o tamanho de uma sala de aula. Passando reto pelas inúmeras fileiras de roupas, sapatos, bolsas, acessórios variados, cosméticos e joias, por um tapete, uma chaise longue e um espelho, Natalie se dirigiu a um baú de madeira no final do closet e posicionou seu anel na lateral dele e o girou. O baú se moveu para o meio da sala, dando acesso a uma porta escondida. A garota retirou o anel e o colocou na fechadura da porta, girando-o e fazendo a porta se abrir com uma batida surda.
A sala a frente de Natalie era muito diferente do resto do quarto. As paredes estavam cobertas de televisões, monitores de computador e aparelhos eletrônicos diferentes, o piso era de madeira escura e não havia janelas, além de terem vários armários, prateleiras e cofres espalhados, cheios de armas, antídotos, venenos e disfarces. Aquele era o quartel general de Natalie.
Havia apenas uma cadeira – era uma cadeira de escritório de couro roxo. Ela se sentou e começou a pensar: se Branka realmente não tinha morrido, porque Natalie ainda não tinha sido atacada? Girando o pulso para si, Naty consultou o relógio de pulso; eram onze da noite.
Natalie passou uma, duas, três horas ali, pensando. Ela nunca soube ao certo quanto tempo havia passado, raciocinando como Branka teria desaparecido; ela só soube que adormeceu antes de concluir seus pensamentos.
~//~
Muito longe dali, Branka se sentou em um trono azul e prata. Ela tinha finalmente retornado ao seu palácio, nas montanhas.
Para sua sorte, ela tinha conseguido fugir antes de o poder dos anéis acertar ela. Para concluir sua missão, ela tinha liberado fogo pelo galpão exilado onde torturou Natalie e Madeleine. Mas as pirralhas fugiram... e sobreviveram pensou Branka, com muito rancor.
Ninguém sabia que Branka estava viva, além dela mesma – e Natalie, mas Branka não fazia a mínima ideia das hipóteses de sua prima.

Branka planejava sua vingança, a volta até a Inglaterra, para finalmente derrotar aquelas pirralhas.

The End... Or not.
~~~~~~~~~~~~~~~~~

Então... o que acharam? Estam ansiosos pra próxima história?
FUI

Comente com o Facebook:

9 comentários:

  1. A BRANKA É O DIABO O-O
    FODAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA

    ResponderExcluir
  2. AI MEO DEOS *QQQQ*
    His diwa por dimais <33333

    ResponderExcluir
  3. POAR EU MANDEI TU MATAR A BRANKA E-E
    Tá diwo,tirando a parte da vaca-branka e-e
    Ei...NINGUÉM FALO NISSO COISUDETE E-E

    ResponderExcluir
  4. MTO DIWO CARA E-E
    BRANKA NUM É COISA DI DEUS

    ResponderExcluir
  5. diwu \o
    graças a deus tu parou com a greve e,e
    ~Pizzalile

    ResponderExcluir
  6. Estou louca para ler!
    Inessa

    ResponderExcluir
  7. ADOREI!
    QUERO CONTINUAÇÃO!
    Mata a Branka de uma vez ç-ç

    ResponderExcluir
  8. muito legal.
    isso deveria ser publicado como um livro ou virar um filme sei lá. Só sei que ficou muito legal!

    ResponderExcluir

Evite discussões, não queremos brigas nos comentários;
Críticas positivas serão muito bem-vindas!
Pedidos para ser postador serão ignorados ou excluídos;
E agradecemos pelo seu comentário!


Layout: Bia Rodrigues | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©